O amor em tempos de Covid-19

Festinha no fim de semana, happy hour depois do trabalho, almoço em família e churrasco com os amigos para lacrar o domingão fazem parte da agenda de boa parte dos brasileiros. Mas, com uma pandemia rolando a solta, alguns hábitos precisam mudar, começando pelo isolamento voluntário. É claro que não é fácil ficar trancafiado em casa, porém dá para driblar o tédio e curtir o ócio criativo. Para quem pode, a ideia nesse novo cenário é implementar o sistema home office – seguindo a dinâmica do escritório, com horários fixos e reuniões feitas pelas plataformas virtuais –, e conciliar as atividades com as demandas familiares. Crianças precisam de atenção especial e também devem ter rotina, que inclui brincadeiras, revisão das matérias escolares e leitura. Aproveite esse tempo para criar interações, ampliar o diálogo (via app, email ou redes sociais) e praticar a empatia – palavrinha do momento para lembrar que ter responsabilidade com a sua vida e com a vida de quem está no entorno é fundamental para o convívio em sociedade. Por fim, vale dizer que a quarentena não é férias, mas, sim, um período necessário para controlar a transmissão do vírus. Sair de casa, só mesmo em caso de emergência! #vamostodosficarbem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *